domingo , junho 23 2024
Home / Fecomerciários em Destaque / Maio Lilás e pertencimento

Maio Lilás e pertencimento

Por Luiz Carlos Motta

Os trabalhadores, de maneira geral, precisam sempre estar envolvidos em atividades que promovam a sua atualização profissional. No caso de instituições como os sindicatos, por exemplo, não é diferente. Nessa linha, na Fecomerciários, identificamos quatro palavras que norteiam nossas atividades e que podem servir de exemplo para todos: renovação, fortalecimento, solidariedade e cooperação.

Esse quadrinômio faz parte do Projeto Fênix, lançado em setembro do ano passado, durante o 28º Congresso Sindical Comerciário, realizado em Praia Grande, com o objetivo de aprimorar os conhecimentos e fortalecer a representação comerciária paulista. Esta espécie de renascimento, assim como o mitológico pássaro Fênix, encontra no projeto o espaço certo para os avanços.

Pertencimento

Fazem parte desse projeto vários eventos e cursos. Um deles acaba de ser realizado no Complexo Eco da Federação, na Estância Turística de Avaré. Trata-se do curso “Despertando o sentimento de pertencimento”, que apresentou aos dirigentes e funcionários dos 72 sindicatos filiados à Federação, novas formas de condução dos trabalhos, utilizando abordagens específicas que envolvem, por exemplo, o modo de falar, a valorização das ações, serviços e benefícios prestados. Os palestrantes de alto nível contribuíram para o aperfeiçoamento dos trabalhos desenvolvidos na capital, no litoral e no interior do estado, por meio dos sindicatos e suas subsedes.

Campanha

Durante o curso, foi anunciado o apoio da Fecomerciários à campanha Maio Lilás, uma iniciativa da Coordenadoria Nacional de Promoção da Liberdade Sindical (Conalis), do Ministério Público do Trabalho (MPT). Ela faz parte de um conjunto de ações previstas no projeto estratégico da Conalis para combater práticas antissindicais. Conforme os organizadores, o objetivo é “conscientizar a sociedade da importância da união e participação pacífica dos trabalhadores e trabalhadoras em atos coletivos para defesa de seus direitos, como forma de exercício da liberdade de união e expressão constitucional”.

Cartilha

Uma das peças da campanha é a cartilha “Atos Antissindicais: O que Fazer?”. A publicação traz orientações para proteger os direitos sindicais e exemplifica atos que interferem na liberdade sindical. A campanha conta ainda com a hashtag #issoéatoantissindical. Leia a cartilha na seção “Publicações” do Portal da Federação.

Este mês foi escolhido devido à celebração do 1º de Maio. Já a cor lilás é uma homenagem às 129 trabalhadoras que foram trancadas e queimadas vivas em um incêndio criminoso numa fábrica de tecidos, em Nova Iorque (EUA), em 8 de março de 1857, por reivindicarem salário justo e redução da jornada de trabalho. No momento do incêndio, era confeccionado um tecido de cor lilás.

Maio, portanto, é muito propício para potencializarmos os nossos enfrentamentos pela liberdade sindical e defesa dos direitos. Novas formas nas relações de trabalho redobram esse nosso compromisso!

Luiz Carlos Motta é presidente da Fecomerciários, da CNTC e Deputado Federal (PL/SP)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>